20/07/22 por Nathalya Gobbo em Contratos

Legal Design e Visual Law na compreensão dos contratos e documentos jurídicos

Legal Design e Visual Law na compreensão dos contratos e documentos jurídicos Legal Design e Visual Law na compreensão dos contratos e documentos jurídicos  - Icon

A mudança na forma como os profissionais jurídicos oferecem os seus serviços aos clientes requer, cada vez mais criatividade, inovação e cuidado com o cliente. 

É pensando na experiência do usuário, ou seja, o cliente final, que chegou de vez a aplicação do Legal Design nos contratos e documentos jurídicos.

Basicamente Legal Design é um conceito relativamente novo no mercado que tem como precursora Margaret Hagan do Legal Design Lab da Universidade de Stanford. Em geral, consiste na aplicação de princípios e elementos de design em conjunto com a experiência do usuário, para a concepção e a elaboração de documentos e/ou produtos jurídicos.

O Legal Design trabalha com a ideia de que existem três pontos principais e fundamentais que unem o Design e o Direito:

(i) criação de uma cultura experimental, capaz de inovar na forma como os profissionais jurídicos desenvolvem soluções para os seus clientes; 

(ii) uma perspectiva de inovação centrada na experiência do cliente, com foco em prestar serviços mais adequados e claros aos clientes leigos; e 

(iii) encontrar novos caminhos capazes de gerar benefícios para a prestação de serviços relativos à justiça.

A metodologia do Legal Design pode ser aplicada em qualquer tipo de documento, visto que, sua proposta principal reside em instituir um processo de pensar e planejar detalhadamente a concepção de determinado produto jurídico.

Imagine um grupo de pessoas criando uma solução para um problema jurídico de outra pessoa e levando em consideração a visão de quem tem o problema? E se essa solução pudesse ser testada e posteriormente melhorada até que seja aprovada por quem irá usá-la?

Tudo começa e termina com pessoas. Isso é o Legal Design. Uma metodologia que pode ser aplicada para um novo formato de contrato, um novo modelo de proposta, uma procuração, um manual, uma petição, atas societárias, peças jurídicas em geral, documentos de compliance ou mesmo uma nova forma de explicar leis complexas aos cidadãos.

Adotar o Legal Design é oferecer soluções jurídicas conforme a necessidade das pessoas em um formato claro e que elas entendam facilmente. É trazer clareza com métodos centrados na experiência do usuário - os clientes.

Em um primeiro momento, muitos imaginam que Legal Design é apenas sobre estética e ela é muito importante. Criar documentos bonitos, organizados e de fácil entendimento usando design gráfico e pensamento visual ajudam muito no momento de comunicar com efetividade e clareza. Essas técnicas são conhecidas como Visual Law.

Mas o Legal Design em si é bem mais que isso. O Visual Law faz parte do Legal Design.

O objetivo principal do Legal Design é melhorar a jornada e experiência do usuário quando em contato com documentos jurídicos. A aplicação dessa metodologia nos permite pegar um documento cheio de termos rebuscados, com imensos blocos de textos corridos e cansativos para leitura, e transformar em algo que possa ser lido e compreendido de forma clara por qualquer pessoa leiga.

É importante entender que não significa apenas adotar gráficos, linhas do tempo, tabelas e imagens, mas também uma escrita que seja favorável ao leitor e uma diagramação definida para dar destaque às informações importantes. A jornada é conduzir o usuário por uma experiência agradável ao entrar em contato com o documento e principalmente, trazer ali a solução para o seu problema.

Legal Design é tornar os documentos jurídicos de fácil compreensão para os destinatários daqueles documentos. É tornar a experiência do usuário mais tranquila e sem questões introvertidas. É cuidar do cliente e é tornar a sua advocacia pronta para o futuro.

Já imaginou encantar o seu cliente entregando um contrato como esse? 

  • Compartilhe

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao navegar em nosso site, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir